Tempo de MulherTempo de MulherCadastre-se
http://estilo.br.msn.com/tempodemulher
Por Beatriz Alessi, http://estilo.br.msn.com/tempodemulher

Procura-se o ponto G

Beatriz Alessi: “Não é pela ciência que se vai desvendar o mistério do prazer feminino”.


Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

Por BEATRIZ ALESSI

Trata-se de uma das buscas mais inglórias de que se tem notícia. Uma procura vã e obsessiva por uma entidade mítica, tão fugidia quanto o Abominável Homem das Neves ou o Monstro do Lago Ness. 

Desde que, em meados do século passado, o ginecologista alemão Ernst Gräfenbergdescreveu uma zona erógena intravaginal, o famoso ponto G, batizado em homenagem a ele, a ciência tenta, incansavelmente, provar a existência desse suposto paraíso perdido do prazer feminino.

Recentemente, pesquisadores tinham jogado um balde de água fria na polêmica ao dizer que “não, o ponto G não existe”. Agora, na investida mais recente, o ginecologista americano Adam Ostrzenski vem a público afirmar que ele não só existe como foi encontrado no cadáver de uma polonesa de 83 anos.  

Segundo o médico, a estrutura, medindo 8 milímetros de comprimento por 3 milímetros de largura, foi retirada da parede anterior da vagina da mulher, vinte e quatro horas depois da morte dela. 

Muita gente no meio científico torceu o nariz para a “descoberta”. Eu também. Em primeiro lugar, pode haver circunstância menos sexy para tal achado? E que informações temos sobre a vida pregressa dessa senhora? Terá sido uma libertina, uma cortesã? Uma pudica? Nunca saberemos. E como um único espécime do sexo feminino pode ser capaz de jogar luz sobre um mistério tão insondável?  

Muitas mulheres devem estar, como eu, se perguntando por que a ciência se debruça há tanto tempo a “dissecar” a nossa sexualidade. E se esse “onde está Wally” da nossa anatomia nos asseguraria passe livre para a Ilha da Fantasia.

Ora, nesse quesito concordo com a escritora chilena Isabel Allende: “As palavras são o melhor afrodisíaco para a mulher. O ponto G está no ouvido. Quem o procura mais embaixo está perdendo seu tempo.”

Não é pela ciência que se vai decifrar o mistério do prazer feminino. Não precisamos de coordenadas anatômicas ou de um botão de liga e desliga. E muito menos da bênção dos especialistas para chegar lá. 

Definitivamente, a sexualidade feminina é complexa demais para ser reduzida a remotas enervações em nossa anatomia. Não existe uma “entidade”, nem um ponto específico que faça a mágica sozinho.

* Beatriz Alessi é jornalista e cidadã do mundo, como a maioria dos mineiros. Contadora de histórias, acha que a vida de toda mulher daria um grande filme - ou pelo menos uma modesta crônica.

CURTA NOSSO FACEBOOK

SIGA NOSSO TWITTER

Leia outras colunas de Beatriz Alessi:

5 dicas para espantar o baixo astral

Titanic 3D: licença para chorar

Lágrimas na internet

O que aprendi com o câncer

Maquiagem: por que mulher nenhuma consegue ficar sem!

3Comentários
avatar
Ótimo falar desse assunto! Prefiro o ponto C, de carinho, compreensão, companheirismo, compatibilidade, conversa e cumplicidade!
7/mai/2012 23:52
avatar
Uai, si ucê diss (ficou bom o mineirês?)... Jamais discutirei com uma mulher, 'inda mais porque tenho certeza que a Isabel Allende está certíssima. Palavras, atitudes, tudo isso mais um bom vinho e nenhuma preocupação compõem não só o ponto G, mas nossa vontade (masculina) de querer mais, mais, mais... e sempre. De preferência com a mesma mulher, que a gente acaba descobrindo nova a cada vez.
7/mai/2012 23:52
avatar
Não sou cientista caceta nem uma, e nem precisa para saber que o tal ponto G, não é só a mulher que tem, o homem  também tem se é que ele de fato existe, e não está em baixo mas em cima.
NOTA: para uma boa F... basta viver em paz e ser feliz, alem de uma boa alimentação, uma boa saúde, pronto; você tem seu ponto G a 1000 p/ hora!!!!!!!!!!! 
Reportar
Ajude-nos a manter uma comunidade saudável e vibrante relatando qualquer comportamento ilegal ou inadequado. Se você acredita que uma mensagem viola o Código de CondutaUse este formulário para mandar uma notificação aos moderadores. Eles vão investigar sua denúncia e tomar as ações apropriadas. Se necessário, eles podem inclusive reportar atividades ilegais para as autoridades competentes.
Categorias
Limite de 100 caracteres
Are you sure you want to delete this comment?

vídeos

MSN Brasil no Facebook

para cimapara baixo

msn fotos

Ataques de tubarões amedrontam (©Corbis)
Ataques de tubarões amedrontam

Você já viu?

  • Superlua

    Noite de 2ª registrou o fenômeno natural que ocorre com alinhamento entre Sol, Terra e Lua

  • Miss Bumbum

    Candidatas do badalado concurso desfilaram por um aeroporto de SP para pedir votos; confira

  • Lutas

    Ana Paula Minerato, capa de agosto da Sexy, será ring girl do Jungle Fight 73; confira as fotos

  • Cães

    Conheça novo cachorro da cantora Miley Cyrus; animal é da raça Rough Collie e se chama 'Emu'

  • Facekini

    Na China, banhistas aderem à máscara que cobre todo o rosto para se proteger do sol; fotos

Shopping