Tempo de MulherTempo de MulherCadastre-se
http://estilo.br.msn.com/tempodemulher
Por RAPHAEL CARDOSO, http://estilo.br.msn.com/tempodemulher

O restrito clube da fidelidade

RAPHAEL CARDOSO: "Não adianta achar que o mais importante é a lealdade. Ser leal é questão de caráter. Fidelidade é força de vontade".


Ser fiel é valorizar e respeitar, não o sentimento do outro, mas o próprio.

Ser fiel é valorizar e respeitar, não o sentimento do outro, mas o próprio.

Por RAPHAEL CARDOSO

*Para ler ouvindo: Nina Zilli – 50 milla

Sem dúvida um dos maiores luxos que existe na vida é a exclusividade. Por causa dela algumas pessoas pagam preços inimagináveis para terem alguns produtos, entrarem em certos grupos ou viverem exóticas experiências. A exclusividade pode ser tão almejada que há situações em que é preciso bem mais que dinheiro, é preciso prestígio, conhecimento ou uma boa dose de pedigree para alcançá-la. O que nem todos sabem, é que a única coisa exclusiva de verdade está ao alcance de qualquer um, mas só poucos conseguem serem membros deste restrito clube: o da fidelidade.

É claro que nem todo mundo faz questão de ser exclusivo de alguém e vice-versa, mas a maioria, seja por convenção ou por necessidade, quer essa carteirinha. Conseguir manter essa troca justa com alguém pode ser bastante difícil, por isso mesmo se torna algo tão valorizado. E exigir o que não se pode oferecer, desmerece automaticamente o candidato ao grupo.

Ser fiel é valorizar e respeitar, não o sentimento do outro, mas o próprio. Não adianta achar que o mais importante é a lealdade. Ser leal é questão de caráter. Fidelidade é força de vontade.

Ninguém é e nem nunca pertencerá a ninguém e pessoas interessantes estão por toda a parte. Atração é a coisa mais comum, assim como o desejo e a busca por experiências novas. Mas como não trair mesmo quando a atração é tão grande? Há uma gigantesca distância entra desejar e consumar um fato. E é nessa distância que mora a tal força de vontade. Nem todo desejo deve ser realizado. Nem todo arrependimento vale a pena depois do mal causado.

Os clubes são restritos porque pouquíssimos são os que merecem fazer parte deles. É muito relativo dizer que viver lá dentro é melhor que aqui fora. A única certeza é que muitos são os que querem, mas poucos são os que conseguem se fidelizar.

* Raphael Cardoso é radialista, nasceu em São Paulo, mas ainda não decidiu se é mineiro, baiano ou paulista. Tem o problema da "super sinceridade" e acredita que drama fica sempre melhor na ficção. Ama tudo o que é simples, único ou diferente. (@raphaelcard)

CURTA NOSSO FACEBOOK

SIGA NOSSO TWITTER

LEIA OUTRAS COLUNAS DO AUTOR:

Os 6 mandamentos da felicidade

O bom trabalho do Dani

O equilíbrio do meio-termo

Paixão é droga

Nada de ex outra vez!

0Comentários

vídeos

MSN Brasil no Facebook

para cimapara baixo

msn fotos

Motos ganham papéis de protagonistas(©Rex Features)
Motos ganham papéis de protagonistas

Você já viu?

  • Profissão perigo

    Limpadores de janelas arriscam suas vidas trabalhando nas alturas

  • Cena quente

    Casal de atores de 'Império' abusa da sensualidade

  • Nova musa do UFC

    Felice Herrig faz ensaio sensual antes de estreia no octógono

  • Moda das ruas

    Veja como estilistas têm se inspirado nos looks da população anônima

  • Pintura tecnológica

    Aquarelas animadas em 3D de Aaron Becker são espetaculares; conheça

Shopping

  • Calçados Manuel

    Sandália FreeWay Onix - 4 cor Tan -... - 4 x R$34,75

  • Netshoes

    Colchonete Massageador Homedics p /... - 4 x R$27,48

  • Consul

    Consul Canela 4 Bocas - à vista R$459,66

  • OPEN TRONIC

    Câmera Digital Nikon SLR D3100 14.2... - 12 x R$123,40

  • Empório Santa Lucia

    BaByliss Nano Titanium Portofino - 6 x R$60,00