De Mãe para MãeDe Mãe para MãeOferecido por Lifebuoy
De Mãe pra MãeBlog da MarianaBlog da Ana

Primeira vez no berçário ou escolinha: a adaptação da criança e dos pais

Que tal trocar dicas de como tornar mais tranquilo o início da vida escolar de nossos filhos?

Por Mariana Della Barba 3/fev/2013 20:32

As aulas do seu filho ou da sua filha já começaram? É a primeira vez que ela vai à escola ou ele já está mais do que acostumado? 

Pergunto porque neste post sou eu que preciso de dicas. Aliás, eu e milhares de outras mães e pais Brasil afora que vão levar os filhos à escolinha pela primeira vez. Explico:

Hoje começam as aulas do Theo, que tem 4 anos. Ele aproveitou bastante as férias, mas está maluco de saudades da escola e dos amigos. Então, não estou preocupada com a volta às aulas dele. Sei que vai ser mais que tranquilo; vai ser um momento de alegria intensa pra ele. 

Acontece que duas semanas depois é a vez da Liz. Com quase 1 ano, ela vai começar na mesma escolinha que o Theo estuda. Assim, logo depois do Carnaval, começo a fazer a adaptação dela.

E então vocês podem me perguntar: "Mas, viu, você não fez a adaptação do Theo? Não é mãe de primeira viagem! Por que está preocupada?"”

É que com o Theo foi tão diferente, que acho que o que aprendi no início da vida "escolar" dele mal pode ser usado de lição com a Liz. Ele foi para o berçário com seis meses - e pode não parecer, mas de 6 meses para 1 ano, é outra realidade em se tratando de bebês.


Bom, listo abaixo alguns itens que estão me deixando mais tranquila para fazer a adaptação da Liz.

- Confiança na escola: Acho fundamental! Conheço a escola há anos e adoro. Não teria como colocar meus filhos em um local em que eu não tivesse 100% de certeza que eles seriam bem cuidados. 

- Confiança nos responsáveis: Vale o mesmo argumento do ponto acima. Confio totalmente na diretora e na professora da Liz. Sei que minha filha terá muita atenção e carinho. E sei elas vão me informar de qualquer problema. 

- Tempo ao tempo: Quanto tempo você demora para se adaptar a um novo trabalho? Acho legal ter isso em mente, porque a criança também precisa de tempo para se acostumar com a escola, as professoras, os amiguinhos e o fato de estar longe de casa. 

- Disponibilidade: Para que o item de cima ocorra, o ideal é que a mãe ou responsável pela criança acompanhe sua adaptação sem muita pressa. Eu "acumulei" algumas folgas no trabalho justamente para tirá-las nessa época e poder acompanhar a Liz até ela se sentir segura na escola. Meu marido também poderá participar se for preciso. 

- Irmão na escola: Eu sei que se a Liz precisar de alguém para acalmá-la em um momento de choro, o Theo estará em uma classe perto da dela - ou em um escorregador ali do lado. Acho que ela vai gostar de ver o irmão sempre por perto. E ele já está superfeliz com essa "nova responsabilidade" de irmão mais velho. 

Adoraria poder aumentar essa lista até o dia de eu preparar a lancheira da minha menininha e levá-la para começar sua vidinha escolar/social ;)

Quem tem dicas?

LEIA TAMBÉM:
14Comentários
avatar
A adaptação do segundo fllho, ainda mais quando é na mesma escola do primeiro, é muiiiito mais fácil. Pode confiar. A mãe é que precisa se adaptar aos horários pra preparar duas lancheiras, arrumar duas mochilas e, depois, na volta da escola, atender às demandas de duas crianças com fome e/ou com sono. Uma deliciosa loucura! Bem vinda, Mari. Beijos, Adriana
4/fev/2013 14:21
avatar
Tenho uma menina de 2 anos, hoje começou a aula dela também, ano passado com um aninho ela começou no berçário, só no período da tarde, os primeiros dias ela sempre ficava chorando, mas era virar as costas que eu já não ouvia mais o choro dela. Parecia uma mistura de ela querer ficar e de vir comigo... Sempre conversei muito com ela e explicava a situação do dia a dia de cada um (papai e mamãe vão trabalhar) e o dela na escola (brincar, ver os amiguinhos, aprender...), e que nós (papai e mamãe) sempre voltariámos para buscala, levava um brinquedo ou um bichinho de pelúcia ou um livrinho que ela gostasse para se sentir mais segura. Hoje ela começou na escola em período integral, ficou bem, não chorou quando a deixei, mas, estou super anciosa para chegar o fim do dia para ir busca-la e ver como se comportou, afinal, foram dois meses em casa com os paparicos das vovós, vovôs e dos pais...  Espero ter colaborado com alguma coisa... Roberta
5/fev/2013 11:26
avatar

Mari! Sou professora de Educação Infantil e sou Mãe também!

Na adaptação do meu filho, há um ano e meio, eu sofri bastante também! Ainda estava no comecinho da minha faculdade de Pedagogia e tinha milhões de medos e dúvidas. Hoje já fiz adaptação de muitas crianças e posso te dizer q a tua princesa está em um hambiente perfeito! Você tem segurança de várias, onde está levando ela! Vai poder buscá-la mais cedo como é o recomendado, ela já deve conhecer algumas vozes desde a barriga, já que você ia gravida à escola. Tem o irmãosinho na hora do recreio... Tem a possibilidade do pai também por perto em um dia mais cansativo. Você está bem amparada em diversos aspectos! O acredito que você precise é de confiança em si e na sua princesa! Você vai ter que passar a confiança que você tem no ambiente que ela está indo PRA ELA! Demonstre conhecer a todos, esteja sorridente e NÃO SAIA ESCONDIDA! Avise pra ela q vai em casa fazer algo da rotina DELA (arrumar os brinquedos, o quartinho, comprar alguma comidinha...) e volta! Claro q ela pode chorar, mas é você quem terá que dizer pra ela que ela "não precisa chorar, confia(esta é uma palavra excelente pra ser usada em brincadeiras de desafios antes de ir à escola!) na mamãe que você vai ver que eu volto! E olha quantos amiguinhos legais e que sorriso mais lindo que essa professora tem! " Ela observará rapidamente as crianças e a professora. É hora de você ir embora sem sofrer, ou ela vai sofrer também! Sse ela estiver chorando, não se preocupe, as professoras saberam o que fazer e ela logo vai esquecer que nunca esteve ali e vai se distrair com tantas coisas novas e vai parar de chorar! Assim seguiram os dias até que ela esteja lagando no mesmo horário do irmãosinho. Sempre uma criança segura e confiante nas pessoas que precisa a família e sua professora!  Espero ter colabborado! Boa sorte!!!

5/fev/2013 11:26
avatar

Mari! Sou professora de Educação Infantil e sou Mãe também!

Na adaptação do meu filho, há um ano e meio, eu sofri bastante também! Ainda estava no comecinho da minha faculdade de Pedagogia e tinha milhões de medos e dúvidas. Hoje já fiz adaptação de muitas crianças e posso te dizer q a tua princesa está em um hambiente perfeito! Você tem segurança de várias, onde está levando ela! Vai poder buscá-la mais cedo como é o recomendado, ela já deve conhecer algumas vozes desde a barriga, já que você ia gravida à escola. Tem o irmãosinho na hora do recreio... Tem a possibilidade do pai também por perto em um dia mais cansativo. Você está bem amparada em diversos aspectos! O acredito que você precise é de confiança em si e na sua princesa! Você vai ter que passar a confiança que você tem no ambiente que ela está indo PRA ELA! Demonstre conhecer a todos, esteja sorridente e NÃO SAIA ESCONDIDA! Avise pra ela q vai em casa fazer algo da rotina DELA (arrumar os brinquedos, o quartinho, comprar alguma comidinha...) e volta! Claro q ela pode chorar, mas é você quem terá que dizer pra ela que ela "não precisa chorar, confia(esta é uma palavra excelente pra ser usada em brincadeiras de desafios antes de ir à escola!) na mamãe que você vai ver que eu volto! E olha quantos amiguinhos legais e que sorriso mais lindo que essa professora tem! " Ela observará rapidamente as crianças e a professora. É hora de você ir embora sem sofrer, ou ela vai sofrer também! Sse ela estiver chorando, não se preocupe, as professoras saberam o que fazer e ela logo vai esquecer que nunca esteve ali e vai se distrair com tantas coisas novas e vai parar de chorar! Assim seguiram os dias até que ela esteja lagando no mesmo horário do irmãosinho. Sempre uma criança segura e confiante nas pessoas que precisa a família e sua professora!  Espero ter colabborado! Boa sorte!!!

21/fev/2013 15:41
avatar
Boa tarde, tenho um filho de 7 anos e uma filha de 1 ano e 9 meses. Qnd o Gabriel foi à escola pela 1ª vez ele chorava demais principalmente qnd os tios ou meu marido ia levar, qnd eu ia levar, ele ficava triste mas não chorava. Resultado agora q coloquei a Malu na escola foi como se eu tivesse levando ela p/ um precipício já tem 3 dias q ela vai e só chorou uma vez mas a família só pensa em desgraça q aparece na tv, inclusive o meu esposo. Coloquei ela em periodo integral mas ainda ñ deixei porque todo mundo critica mas acho pior colocar empregada já q em 1 ano já passaram 6 na minha casa. Será q esta situação pode afetar no desenvolvimento da minha filha?
21/fev/2013 15:41
avatar
Boa tarde, tenho um filho de 7 anos e uma filha de 1 ano e 9 meses. Qnd o Gabriel foi à escola pela 1ª vez ele chorava demais principalmente qnd os tios ou meu marido ia levar, qnd eu ia levar, ele ficava triste mas não chorava. Resultado agora q coloquei a Malu na escola foi como se eu tivesse levando ela p/ um precipício já tem 3 dias q ela vai e só chorou uma vez mas a família só pensa em desgraça q aparece na tv, inclusive o meu esposo. Coloquei ela em periodo integral mas ainda ñ deixei porque todo mundo critica mas acho pior colocar empregada já q em 1 ano já passaram 6 na minha casa. Será q esta situação pode afetar no desenvolvimento da minha filha?
8/fev/2013 19:30
avatar
Olá meninas. Tenho um filho de 2 anos  e 8 meses. Acabou de entrar na "escolinha" e estou com o coração apertado. Uma das professoras é prima da minha prima, o que me deixa um pouco mais tranquila. A escola é conveniada com a prefeitura. Pode ser um preconceito meu, mas me parece que nas escolas particulares, a adaptação é mais trabalhada, onde os pais podem ficar um tempo se for necessário, enfim......
Na minha cabeça, ninguém vai cuidar dele como eu....e não vai mesmo não é? rsrsrs.
Ele se adaptou bem. As vezes chora um pouquinho, mas é só eu sair de cena que ele para.
É tudo novo não é mesmo? Para eles e para nós também...........
Beijinhos


8/fev/2013 19:30
avatar
Olá meninas. Tenho um filho de 2 anos  e 8 meses. Acabou de entrar na "escolinha" e estou com o coração apertado. Uma das professoras é prima da minha prima, o que me deixa um pouco mais tranquila. A escola é conveniada com a prefeitura. Pode ser um preconceito meu, mas me parece que nas escolas particulares, a adaptação é mais trabalhada, onde os pais podem ficar um tempo se for necessário, enfim......
Na minha cabeça, ninguém vai cuidar dele como eu....e não vai mesmo não é? rsrsrs.
Ele se adaptou bem. As vezes chora um pouquinho, mas é só eu sair de cena que ele para.
É tudo novo não é mesmo? Para eles e para nós também...........
Beijinhos


8/fev/2013 19:30
avatar
Olá meninas. Tenho um filho de 2 anos  e 8 meses. Acabou de entrar na "escolinha" e estou com o coração apertado. Uma das professoras é prima da minha prima, o que me deixa um pouco mais tranquila. A escola é conveniada com a prefeitura. Pode ser um preconceito meu, mas me parece que nas escolas particulares, a adaptação é mais trabalhada, onde os pais podem ficar um tempo se for necessário, enfim......
Na minha cabeça, ninguém vai cuidar dele como eu....e não vai mesmo não é? rsrsrs.
Ele se adaptou bem. As vezes chora um pouquinho, mas é só eu sair de cena que ele para.
É tudo novo não é mesmo? Para eles e para nós também...........
Beijinhos


5/fev/2013 11:31
avatar
É a primeira vez que a minha filha vai a escolinha ela tem 1e 6 meses o meu coraçao esta doendo so de imaginar que vou ficar longe dela ela e muito agrudada em mim fico com muita dó o que que eu faço para me preocupar menos obrigada
4/fev/2013 18:22
avatar
Esse ano foi a primeira vez do meu filho de 4 anos na escola, mesmo trabalahndo fora minha mae cuidava dele pra mim, mas fiquei muito surpresa coma atitude dele,ja estamos na 2 semana e ele nem uma vez questionou ou nao quis ir pra escola, no primeiro dia ainda me disse q eu podia ir embora que ele nao iria chorar.Acho que esse comprtamento dele e reflexo de ser filho unico e ficar muito sozinho, pois nem primos ele tem.Achou muito legal estar com outras crianças.
4/fev/2013 18:22
avatar
Esse ano foi a primeira vez do meu filho de 4 anos na escola, mesmo trabalahndo fora minha mae cuidava dele pra mim, mas fiquei muito surpresa coma atitude dele,ja estamos na 2 semana e ele nem uma vez questionou ou nao quis ir pra escola, no primeiro dia ainda me disse q eu podia ir embora que ele nao iria chorar.Acho que esse comprtamento dele e reflexo de ser filho unico e ficar muito sozinho, pois nem primos ele tem.Achou muito legal estar com outras crianças.
4/fev/2013 17:11
avatar

OLÁ, PRECISO COLOCAR MINHA FILHA NA ESCOLA, ELA TEM 3 ANOS E 7 MESES, MAS ELA É MUITO GRUDADA EM MIM, TODA VEZ QUE FALO EM LEVAR  ELA PARA A ESCOLA ELA CHORA E NÃO QUER IR. MEU SONHO É VE-LA NA ESCOLA................

O QUE EU FAÇO

4/fev/2013 17:11
avatar

OLÁ, PRECISO COLOCAR MINHA FILHA NA ESCOLA, ELA TEM 3 ANOS E 7 MESES, MAS ELA É MUITO GRUDADA EM MIM, TODA VEZ QUE FALO EM LEVAR  ELA PARA A ESCOLA ELA CHORA E NÃO QUER IR. MEU SONHO É VE-LA NA ESCOLA................

O QUE EU FAÇO

Reportar
Ajude-nos a manter uma comunidade saudável e vibrante relatando qualquer comportamento ilegal ou inadequado. Se você acredita que uma mensagem viola o Código de CondutaUse este formulário para mandar uma notificação aos moderadores. Eles vão investigar sua denúncia e tomar as ações apropriadas. Se necessário, eles podem inclusive reportar atividades ilegais para as autoridades competentes.
Categorias
Limite de 100 caracteres
Are you sure you want to delete this comment?
sobre a autora
  • Ana KesslerAna Kessler

    Publicitária e escritora, foi coordenadora do núcleo de internet do Jornalismo da TV Globo/RJ, editora dos portais femininos Bolsa de Mulher e Tempo de Mulher e é diretora da ONI Content, empresa de projetos de conteúdo para a web. Gaúcha de Porto Alegre, morou em Londres, Nova York, Rio de Janeiro e, agora, São Paulo. É mãe da Ana Beatriz, a "Ana Bê", 9 anos, uma menina faceira, carioquinha de nascimento, porto-alegrense de alma e paulistana de coração. Juntas, entregam-se com muito amor ao exercício de serem mãe e filha.

  • Mariana Della BarbaMariana Della Barba

    Antes era só jornalista, dessas curiosas, que não sossega. Depois que o Theo (5 anos) e a Liz (2 anos) nasceram, “piorou”. Adora ir atrás de lugares legais para levar os filhos – tanto que lançou o livro São Paulo com Crianças. É viciada em ideias e novidades ligadas à maternidade e ao mundo infantil. Tudo isso é registrado no blog Mãe da Rua, que nasceu quando o Theo ainda estava na barriga.

+ blogs: de mãe pra mãe
Outros blogs

Ana Kessler

Mariana della Barba

Mariana Della Barba

FooterSaiba maisLifebuoyLifebuoy
  • O MSN Brasil não se responsabiliza pelas opiniões emitidas neste blog, que são de inteira responsabilidade do autor. De Mãe pra Mãe com Mariana Della Barba é um blog do MSN Brasil.